06 outubro 2007

Orgulho nas raízes

Com o começo de um novo ano escolar, surgem novas pessoas (diga-se caloiros) pelos lados da universidade, o que faz deste espaço um local rico em cultura, pois junta pessoas de vários pontos do país, criando uma diversidade linguística, cultural (e vários outros aspectos) muito interessante.
E como já conheci pessoas de vários pontos de Portugal, cria deixar aqui (mais uma vez) uma nota sobre a minha região, o meu orgulho: Cucujães!

- É uma vila pobre, mas faz dessa adversidade um ponto de qualidade, pelas suas gentes humildes e genuínas, algo que pouco (ou nada) se vê nas cidades!
- É uma terra que tem uma história extremamente rica, por onde passaram povos de várias culturas, ao longo dos tempos e "Em 7 de Julho de 1139, o couto de Cucujães, instituído por D. Afonso Henriques, foi doado ao Mosteiro Beneditino da mesma terra, nas vésperas da famosa Batalha de Campo de Ourique, nas pessoas de D. Martinho e de D. Egas Odoriz."
- Tem uma riqueza a nível desportivo que vai desde o Atlético Clube de Cucujães com uma formação muito importante de jovens jogadores de futebol, passando pelos vários desportos (hóquei em patins, ciclismo, ginástica, etc) do Clube Atlético de Cucujães até ao Núcleo de Atletismo de Cucujães com atletas de classe nacional e com uma forte representação também no xadrez
- É em Cucujães que está localizada a sede da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento da Animação Sócio-Cultural
- Cucujães é uma referência na área da religião, principalmente no que respeita a Missionários e conta com a presença histórica do Mosteiro de Cucujães



Alguns links:
Cucujaes.net
Cucujães na Wikipédia
Brasão de Cucujães
O cucujanense


Frase do dia:
"É melhor morrer em combate do que ver ultrajada a nossa nação." Winston Churchill

----------------
Ao som de: "Rise Up" by Yves Larock

3 poesias :

Pedro Link disse...

Viva Poeta!
Ficam sempre bem os sentimentos inerentes á defesa da nossa terra.
Dou-te razão, na realidade é uma terra bastante simpática, tenho aí bons amigos.
Então a Universidade ainda não acabou?
Abraço, bom fim de semana.

Gi disse...

A terra por onde a minha adorada Sophia Andresen andou a espalhar a pureza das meias palavras. Só por isso, já nem são precisas mais razões para gostar disto:p

Carla disse...

Uma nota sobre cucujaes? Eu diria antes um roteiro turistico, histórico e cultural! =P.

Muito bem, tenho humildemente que admitir que neste momento nao tenho assim muitas razoes para dizer que desconheço essa região à qual em tempos foi dado tao nobre nome, Cucujães =) (nobre como quem diz :P).
"É uma vila pobre mas faz dessa adversidade um ponto de qualidade", ora nem mais, falaste e disseste ;), tu de vez em quando até dizes umas coisas acertadas hehe :P, nao mas é realmente de louvar esta especificidade caracteristica da tua terrinha =)!

Quanto à tua 'frase so dia', é isso mesmo, "podem falar mal de mim, agora da minha terra, nem um pensamento menos puro xD", nossa terra, nossa identidade...

Fica sabendo que terceiras pessoas da minha terra ja ouviram falar da tua, podes dar-te por feliz =P (gente culta pois entao, gente de Alvaiázere!).

Vá menino veterano, deixo-te com o excerto de um poema alusivo ao apelo da diversidade linguistica que frisas no inicio deste teu post xD!

"Enquanto desço a serra,
Invade-me a nostalgia
Da paisagem que se some.
Sei que voltarei um dia,
Pois levo no coração
A magia desta terra:
Alvaiázere, seu nome"

Beijocas! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
;